Aguarde...
Terça-feira, 09 de agosto de 2022       /popoeirapoesia

Cinco últimos poemas do dia publicados


Poema exibido em 05/08/2022:

Ventos

Tudo o que sinto vem
Do meu desejo de viver
E de minha vontade de novamente
Apaixonar-me por mim.

Do meu desejo de ser livre
Traduzo uma vontade
De poder brincar e me esconder
Em seus pensamentos

Que o vento que brinca em meu rosto
Desintegre-me e leve-me consigo
Para que eu também possa ser vento

Possa acariciar lhe o rosto
Beijar-lhe o corpo
E me enroscar em seus cabelos
E assim possa beijar-lhe os lábios
Dia e noite...
            noite e dia...

Publicação em livros:
1) Anjo Único, publicado em novembro de 2003.

© direitos autorais registrados: CBL

2 leituras do texto como Últimos Poemas.



Poema exibido em 06/08/2022:

Sentimento

Senti o amor em ti
Sem ti, o amor em mim inexiste


Publicação em livros:
1) Anjo Único, publicado em novembro de 2003.

© direitos autorais registrados: CBL

5 leituras do texto como Últimos Poemas.



Poema exibido em 07/08/2022:

Este lindo céu castanho

Te amo!

       Quando este céu castanho se ilumina
       e clareia minha vida!

Te amo!

       Meu íntimo se aquece
       se funde ao meio que o contorna!

Te amo!

       E sinto assim, 
       ao transbordar-te dos lábios, o sorriso!

              Quente!
              Bonito!
              De quem ama!

Te amo!

Publicação em livros:
1) Anjo Único, publicado em novembro de 2003.

© direitos autorais registrados: CBL

4 leituras do texto como Últimos Poemas.



Poema exibido em 07/08/2022:

Um ano ao Sol

Se eu pudesse...
            Ah! Se eu podia!
Se eu quisesse...
            Sim, eu quereria!
Todos os meses seriam ímpares
            e teriam um só dia
Assim o sol brilharia para mim
            trezentos e sessenta e cinco meses por ano,
            em todos os dias...
E nos bissextos, um mês a mais
            de alegrias...

Nota:
Se eu podia – forma coloquial para “Se eu pudesse”, que pode ser encontrada em algumas regiões do interior de Minas Gerais, utilizada propositalmente pelo autor.

Publicação em livros:
1) Anjo Único, publicado em novembro de 2003.

© direitos autorais registrados: CBL

6 leituras do texto como Últimos Poemas.



Poema exibido em 08/08/2022:

Voando

Uma ave voa no céu...
Parece feliz.
Também, pudera,
Ela tem todo o céu para voar.
Eu só tenho a minha mente
Infinitamente limitada
E completamente acidentada.

Publicação em livros:
1) Anjo Único, publicado em novembro de 2003.

© direitos autorais registrados: BN, CBL

6 leituras do texto como Últimos Poemas.






Pó, Poeira, Poesia - um poema diferente por dia...      by Cléber Fontes 2019 © 2022